As aventuras médicas de Tintim

É de se imaginar que um viajante assíduo com mais de 23 países no passaporte e até uma passagem pela Lua tenha experimentado alguns acidentes e momentos de doenças. Mas o que dizer de um histórico médico com mais de 200 problemas de saúde? Parece coisa de ficção! E é. O viajante em questão é o jornalista belga Tintim, personagem do cartunista Hergé. E a contagem, acredite, é fruto de uma pesquisa científica, publicada no periódico médico francês La Presse Médicale.

O artigo, assinado por cinco autores dos EUA, França e Reino Unido, contabilizou e analisou todos os problemas de saúde que o personagem sofreu em suas 23 aventuras, publicadas entre 1930 e 1970. Os pesquisadores classificaram ainda os episódios entre traumáticos e não traumáticos e distinguiram os intencionais (cometidos por outros) dos não intencionais.

Eles identificaram 236 eventos que causaram 244 problemas de saúde. Uma média de 8 complicações médicas por aventura! Destes, 191 foram acidentes traumáticos, dos quais 62% lesões na cabeça.

Outros percalços comuns foram os problemas para dormir, a depressão, ansiedade e o envenenamento por gás e clorofórmio. No total, Tintim perdeu a consciência 46 vezes, 29 vezes em decorrência de traumas e 17 por outros motivos.

Um terço dos eventos que levaram a um problema de saúde foram intencionais. Só tentativas de assassinato ao jovem repórter foram 55!

Apesar de tantas moléstias, o jornalista só sofreu 6 internações e 2 cirurgias. Ah, e 13 sequestros.

Os autores também perceberam que o número de problemas de saúde e de sequestros era muito maior antes de 1945, quase o dobro do período posterior. Teria alguma relação com o fim da guerra?

Além disso, os pesquisadores notaram que o personagem nunca não experimentou doenças comuns aos viajantes, como diarreia, queimaduras de sol, enjoo ou mal da altitude (e olha que ele escalou o Himalaia!)

Mas o melhor e mais inacreditável do trabalho é mesmo a conclusão: “As habilidades quase super-humanas de Tintim, um luxo lhe concedido pelo seu status ficcional, fazem dele altamente resistente ao trauma. Ele não é suscetível às doenças comumente relacionadas à viagens, mas é facilmente influenciado por seu amigo Milu, seu cão fiel.”

Não acreditou? Confira aqui o artigo original.

Ps: Não é a primeira vez que a saúde de Tintim é investigada em uma pesquisa científica. Em 2004, foi publicado um artigo sugerindo que o personagem teria deficiência hormonal provocada por inúmeros golpes na cabeça, o que explicaria a sua baixa estatura, o seu não envelhecimento e a sua falta de libido.

 

Advertisements

One thought on “As aventuras médicas de Tintim

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s